Pular para o conteúdo principal

MTV Movie & TV Awards: Os Indicados



Os indicados a tradicional premiação da MTV foram divulgados e aqui estão as categorias que envolvem cinema!

Best Movie


Avengers: Infinity War (Walt Disney Studios Motion Pictures)
Black Panther (Walt Disney Studios Motion Pictures)
Girls Trip (Universal Pictures)
IT (New Line Cinema)
Wonder Woman (Warner Bros. Pictures)

Best Performance in a Movie


Chadwick Boseman
Black Panther
Timothee Chalamet
Call Me by Your Name
Ansel Elgort
Baby Driver
Daisy Ridley
Star Wars: The Last Jedi
Saoirse Ronan
Lady Bird

Best Hero


Chadwick Boseman (T’Challa/Black Panther)
Black Panther
Emilia Clarke (Daenerys Targaryen)
Game of Thrones
Gal Gadot (Diana Prince/Wonder Woman)
Wonder Woman
Grant Gustin (Barry Allen/The Flash)
The Flash
Daisy Ridley (Rey)
Star Wars: The Last Jedi

Best Villain


Josh Brolin (Thanos)
Avengers: Infinity War
Adam Driver (Kylo Ren)
Star Wars: The Last Jedi
Michael B. Jordan (N’Jadaka/Erik Killmonger)
Black Panther
Aubrey Plaza (Lenny Busker)
Legion
Bill Skarsgard (Pennywise)
IT

Best Kiss


Jane the Virgin
Gina Rodriguez (Jane) and Justin Baldoni (Rafael)
Love, Simon
Nick Robinson (Simon) and Keiynan Lonsdale (Bram)
Ready Player One
Olivia Cooke (Sam) and Tye Sheridan (Wade)
Riverdale
KJ Apa (Archie) and Camila Mendes (Veronica)
Stranger Things
Finn Wolfhard (Mike) and Millie Bobby Brown (Eleven)

Most Frightened Performance


Talitha Bateman (Janice)
Annabelle: Creation
Emily Blunt (Evelyn Abbott)
A Quiet Place
Sophia Lillis (Beverly Marsh)
IT
Cristin Milioti (Nanette Cole)
Black Mirror
Noah Schnapp (Will Byers)
Stranger Things

Best Onscreen Team


Black Panther
Chadwick Boseman (T’Challa/ Black Panther), Lupita Nyong’o (Nakia), Danai Gurira (Okoye), Letitia Wright (Shuri)
IT
Finn Wolfhard (Richie), Sophia Lillis (Beverly), Jaeden Lieberher (Bill), Jack Dylan Grazer (Eddie), Wyatt Oleff (Stanley), Jeremy Ray Taylor (Ben), Chosen Jacobs (Mike)
Jumanji: Welcome to the Jungle
Dwayne Johnson (Smolder), Kevin Hart (Mouse), Jack Black (Shelly), Karen Gillan (Ruby), Nick Jonas (Seaplane)
Ready Player One
Tye Sheridan (Wade), Olivia Cooke (Samantha), Philip Zhao (Sho), Win Morisaki (Daito), Lena Waithe (Aech)
Stranger Things
Gaten Matarazzo (Dustin), Finn Wolfhard (Mike), Caleb McLaughlin (Lucas), Noah Schnapp (Will), Sadie Sink (Max)

Best Comedic Performance


Jack Black
Jumanji: Welcome to the Jungle
Tiffany Haddish
Girls Trip
Dan Levy
Schitt’s Creek
Kate McKinnon
Saturday Night Live
Amy Schumer
I Feel Pretty

Scene Stealer


Tiffany Haddish (Dina)
Girls Trip
Dacre Montgomery (Billy Hargrove)
Stranger Things
Madelaine Petsch (Cheryl Blossom)
Riverdale
Taika Waititi (Korg)
Thor: Ragnarok
Letitia Wright (Shuri)
Black Panther

Best Fight


Atomic Blonde
Charlize Theron (Lorraine) vs. Daniel Hargrave (Sniper), Greg Rementer (Spotter)
Avengers: Infinity War 
Scarlett Johansson (Natasha Romanoff/Black Widow), Danai Gurira (Okoye), Elizabeth Olsen (Wanda Maximoff/Scarlet Witch) vs. Carrie Coon (Proxima Midnight)
Black Panther 
Chadwick Boseman (Black Panther) vs. Winston Duke (M’Baku)
Thor: Ragnarok
Mark Ruffalo (Hulk) vs. Chris Hemsworth (Thor)
Wonder Woman
Gal Gadot (Wonder Woman) vs. German Soldiers



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que o Live-action de Mulan Não Será um Remake da Animação

Assim como parte do publico pela internet a fora, eu vinha incomodado com o fato do live-action de Mulan estar tomando uma forma bem diferente da animação clássica de 1998 lançada pela Disney. Afinal, desde Cinderella (2015), o estúdio vem conquistando o publico adulto através da nostalgia, com versão “em carne e osso” das historias com as quais crescemos, acrescentando no máximo uma camada a mais nas modernizadas versões com atores reais em cena. Foi esse incomodo com a mudança de estratégia que me fez ir pesquisar sobre, o que acabou me fazendo entender os motivos por trás dessa decisão e inclusive me converter, pois comercialmente é sim o caminho correto a se seguir.
O que diferencia Mulan de projetos como Cinderella, Mogli e A Bela e a Fera é uma questão bem objetiva: a China. E não, a Disney não está tomando decisões por causa da cultura ou das tradições chinesas, longe disso, o que está sendo levado em conta aqui é o que pode fazer o filme ter um retorno financeiro melhor, e ne…

Review: Os Vingadores - Guerra Infinita

Dez anos se passaram desde que a Marvel Entertainment se recuperou da terrível crise financeira que enfrentou nos anos 1990, e através dos lucros alcançados com a venda dos direitos de seus principais títulos para estúdios de cinema decidiu caminhar com as próprias pernas por esse mercado, lançando o Marvel Studios. Dezenove filmes e uma absorção pelo gigantesco conglomerado Disney depois, o estúdio estreante mudou as regras do jogo, trouxe um conceito mais próximo do desenvolvimento de quadrinhos para o cinema e tomou a liderança do gênero, o que culmina no evento que é Guerra Infinita. E que evento!
Sim, porque acreditávamos ter presenciado um filme evento com o primeiro Os Vingadores, até mesmo com o segundo, mas se tínhamos, o conceito acabou de subir de nível com esse terceiro “assemble”. O que assisti ontem não foi um filme, foi uma experiência cinematográfica, foi algo inédito em escala, em conceito, em proporções! A promessa de um gigantesco crossover de quadrinhos reproduzid…

Review: Pantera Negra

Antes de começar nossa conversa, gostaria de ressaltar que aqui discutirei apenas o filme enquanto produção. Existe uma forte e IMPORTANTÍSSIMA discussão cultural e social que é parte indispensável do longa, porém eu não faço parte dessa demografia, posso fazer uma ideia, mas não conheço essa importância, essa vivencia, então posteriormente pretendo convidar algum representante da comunidade negra para escrever sobre essa parte aqui.
Por hora, vamos discutir o filme, e que filme! Apesar de grande fã do Marvel Studios e defensor do reconhecimento de sua liderança no gênero de super-heróis, já venho a algum tempo criticando a falta de seriedade e o quê formulatico de seu universo, constantemente contendo suas produções em tom e não os permitindo “engrossar” a conversa. Pois finalmente o estúdio se permite ultrapassar esse limite com Pantera Negra.
Esse é sem duvidas um filme de super-heróis, porém ele é mais que isso. Aqui se fala sobre tradição, cultura, crença e especialmente se que…