Pular para o conteúdo principal

Review: História de Um Casamento




O título de História de Um Casamento (Marriage Story no original) é meio traiçoeiro. Ele criou em mim a expectativa de ver um casamento em seu ápice até o seu final sendo que na verdade, o filme já começa pelo processo de divorcio. Logo na cena inicial somos apresentados de forma sutil, mas certeira do motivo desde casamento estar terminando, quando em uma sessão de terapia ambos se recusam a ler o que escreveram de bom um sobre o outro. Dali já é avisado que a angustia que nos acompanhará durante todo o filme é o fato de que ambos se amam, mas não se comunicam mais.

Essa é a maior força da historia deste filme na verdade, o fato de que não existe um vilão. Não existe uma pessoa ruim tentando prejudicar a outra, e por mais que eu tenda a discordar mais do marido por atitudes em especifico, no contexto geral o que existe aqui são apenas duas cujos objetivos e as visões estiveram alinhados por muito tempo, até não estarem mais. Duas pessoas que se completavam, mas eventualmente se tornaram diferentes demais, o mais relacionável dos contextos pelos quais relações acabam. A partir daí o roteiro inteligentemente vai nos aprofundando no distanciamento dos dois, já temos o contexto do porque eles ficaram juntos, agora vamos explorar como estão se afastando.



E apesar de bem dirigido e com cenas bem simbólicas (o momento em que ambos fecham um portão juntos é particularmente bem executado), o que sustenta História de Um Casamento são as performances. Adam Driver é visceral no desespero de quem negava os problemas e não esperava que o casamento acabasse até que ele acabou e traz todos os defeitos e qualidades do personagem a tona de forma muito convincente. Em contraponto, Scarlett Johansson carrega a apatia de quem já está exausta de uma relação da qual já desistiu e não teve coragem de simplesmente deixar, sendo o lado racional da historia, que deu o primeiro passo para fora.  Some isso as excelentes performances de Laura Dern e Ray Liotta como os insensíveis advogados preocupados apenas com a vitoria e temos um dos assemble casts mais fortes do ano.

O que esse Historia de Um Casamento faz é relatar um divorcio de forma muito justa e focada nas pessoas que o compõe, nos sentimentos delas. Fica muito claro que no fim não é uma competição, não existem perdedores, algo já antecipado pela cena da pior discussão entre o casal, que termina com ambos se desculpando um com o outro. Também não houve vencedores.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fox Agora é Disney: Isso Não é Uma Boa Notícia

Eu tenho sido veemente contra toda a situação da compra da maior parte do conglomerado Fox pela Disney desde que o acordo foi anunciado. Enquanto a comunidade nerd comemorava a possível volta dos X-men e do Quarteto Fantástico as mãos da Marvel, finalmente ingressando ao bem sucedido Marvel Studios, eu venho tentando debater que essa compra é muito maior que isso. A cada nova informação eu fiz postagens questionando o impacto negativo que a mudança teria no cinema como um todo e, agora que chegamos a uma realidade onde essa compra aconteceu, resolvi fazer esse texto argumentando do porque essa compra é uma péssima noticia.
A primeira coisa que precisa ser entendida é que Disney dessa vez não está adquirindo Marvel Studios, ou Lucas Films, ou Pixar, que lançavam de um a dois filmes ao ano. O 20th Century Fox era um dos seis maiores estúdios de cinema de Hollywood e um dos mais antigos inclusive, com uma agenda que chegava a DOZE filmes por ano, a par com Warner, Paramount, Universal …

Review: Coringa

Apesar de ter ganhado o renomado Festival de Cinema de Veneza, Coringa detém neste momento uma média de 69% por parte da crítica no Rotten Tomatoes. Algumas semanas antes de seu lançamento, uma polêmica surgiu baseada no receio do filme ser “irresponsável”, incentivar a violência ou o movimento Incel. A conclusão que cheguei após assistir ao filme é que a parcela da sociedade com essas reações não estava com medo do filme, ela estava ultrajada. Nada incomoda mais que o espelho. E é isso que Coringa coloca a nossa frente,um espelho do que uma sociedade decadente é capaz de fazer com seus cidadãos mais frágeis, uma sociedade que podemos reconhecer como quem vê o próprio reflexo.
Estamos acostumados a ir ao cinema para acompanhar a jornada do herói, clássica, que mostra os caminhos, os encontros e as oportunidades que elevam um ser humano ao status quo admirável, ao seu melhor. O que Todd Phillips fez aqui foi pela primeira (ou ao menos rara) vez apresentar a perfeita jornada do vilão,…

Review: Vingadores - Ultimato

Ao fim da sessão de “Vingadores Ultimato” eu tive uma sensação única, a de ter acabado de ver algo muito grandioso acontecer. Se eu puder comparar, me pareceu algo similar a quando vi “O Retorno do Rei”, “Cavaleiros das Trevas”, ou como dizem ter sido quando “O Retorno de Jedi” chegou aos cinemas, um marco na cultura pop, um evento que será lembrado nos anos pela frente. Esse era o plano do Marvel Studios quando criou o minucioso e engenhoso projeto de universo cinematográfico e eles conseguiram realizar com maestria.
Este “Ultimato” funciona tanto como filme individual, quanto “season finale” do grande seriado cinematográfico que se tornou este universo de heróis. É claro, enquanto filme evento, ele tem peso redobrado para quem acompanhou toda essa saga de vinte e dois filmes, uma saga qual ele inteligentemente homenageia e referencia, lembrando o quão gigantesco foi o caminho até aqui. Inteligência alias é a palavra que melhor define o roteiro do filme, que usa de sacadas excelent…